Quer cuidar da vida dos outros??

11 05 2009

Outro dia eu remava na internet (conexão à rádio em cidade microscópica é coito – pra não ter que escrecer f—), e achei uma matéria muuito interessante.

Geralmente as pessoas gostam de tomar conta da vida alheia… Saber o que o outro está fazendo… Vigiar cada passo. Prova maior é o sucesso de reality shows como o Big Brother Brasil.

Bem esse tipo de comportamente aliado a lógica corporativa – pôr pessoas de fora para realizar os seus (chefe) serviços infra-estruturais enquanto você se preocupa com seus negócios – levou uma chinesa a vender os seus dias. Isso mesmo: vender os seus dias.

Chen Xiao (26) toma suas decisões à partir do que os outros pedem a ela no site http://shop33691501.taobao.com. Na verdade não é tão simples assim. Para deixar suas “sugestões” é preciso pagar o equivalente a 30 Yenes. Não sendo ofensivo, violento, perigoso ou vulgar, a moça tem o maior prazer em atender ao pedido. Esse comportamento da chinesa (que por sinal, é crescente) é chamado de outsourcing. Em suma, seria você realizar seus desejos, suas vontades, através do outro. Chen cumprimenta mendigos, visita locais ou realiza diversas tarefas que muitas pessoas gostariam de fazer mas não podem ou não tem condições.

Parace estranho? À primeira vista, sim. Mas tem uma ótica diferente sobre isso tudo. Essa chinesa não está muito longe distantes dos assalariados de empresas, como comentei no início. Acredite, com a quantidade de verbos imperativos que nos bombardeiam todos os dias, nenhum de nós está tão alheio a isso quanto imaginamos.

Mas e você, seria capaz de vender sua rotina pra sobreviver, tirar um extra no fim do mês ou mesmo por diversão? Seria capaz de “comprar o pedacinho” do dia de alguém? Comente aí!

Abçs